Portuguese English Spanish
Terça, 07 Fevereiro 2017 17:07

O que fazer em Amsterdam em fevereiro: encontro do clássico e moderno no frio holandês

O que fazer em Amsterdam em fevereiro: encontro do clássico e moderno no frio holandês Foto: Evannovostro / Shutterstock, Inc.

Escolher o que fazer em Amsterdam em fevereiro pode ser desafiador.

O frio já está há vários meses na Holanda e ainda vai demorar pra ir embora... mas ficar em casa?

De jeito nenhum! A dica é ficar na rua só o tempo suficiente para chegar ao destino programado.

Pra quem está só de passagem por Amsterdam em fevereiro, garanto que o frio não atrapalha, desde que você vista roupas quentinhas. Mas muitos dos holandeses já estão enjoados do frio. Por isso, vamos de dicas culturais de Amsterdam indoor!

 

O que fazer em Amsterdam em fevereiro: Musical Jesus Christ Superstar

De 31 de janeiro a 5 de fevereiro no RAI Theater (serviço completo mais abaixo)

A ópera rock Jesus Christ Superstar tornou-se mundialmente conhecida quando virou filme, em 1973. E vai ser encenada em Amsterdam.

Apesar do protesto de alguns grupos religiosos, o filme fez grande sucesso comercial e de crítica, e é reconhecido até hoje. Em 2012 ganhou um prêmio do Huffington Post como "melhor filme sobre Jesus".

Ted Neeley, que na época era baterista de uma banda de rock e o ator substituto do musical Jesus Christ Superstar na Broadway, foi escolhido pelo diretor do filme, Norman Jewison, a fazer o papel de Jesus. Desde então, o Neeley atua como Cristo.

Agora, aos 73 anos, Neeley encena na turnê europeia do musical, que retorna a Amsterdam a pedido dele. É a sua chance de ver um fenômeno cultural de longa duração (e ainda explorar uma área menos turística, mas muito interessante de Amsterdam).

A produção é do italiano Massimo Romeo Piparo, que desde 1994 monta o espetáculo na Itália. Quando Jesus Christ Superstar completou 20 anos em cartaz, em 2014, ele convidou Neeley para o papel principal.

 

Uma ópera rock que fez história e continua relevante até hoje

Em Jesus Christ Superstar, escrita em 1970 por Andrew Lloyd Weber (música) e Tim Rice (texto), Jesus é uma figura humana, com fraquezas e emoções. Judas Iscariote é quem tem um papel importante e inteligente.

O musical mostra a traição a Cristo como algo positivo para o futuro do cristianismo — já que sem a morte dolorosa, Jesus não teria conquistado tantos adeptos no mundo todo.

O jornal holandês De Volkskrant escreveu que na montagem atual durante a cena da crucificação, são exibidas imagens de crueldades que continuam acontecendo no mundo — passando por Auschwitz, Vietnã e chegando às guerras mais recentes, como a da Síria. Nas entrelinhas, sugere-se que o sofrimento de Jesus não trouxe um mundo melhor.

 

O que fazer em Amsterdam em fevereiro: a arte de Marinus Boezem na Oude Kerk

Até 26 de março (veja mais abaixo serviço completo)

O artista holandês Marinus Boezem, na ativa desde os anos 1960, desenvolveu novos trabalhos para a Oude Kerk.

"Oude Kerk", em português, significa "Velha Igreja". Só que na igreja transformou-se num espaço para exposições. Em 2014, a diretora dessa "igreja", Jacqueline Grandjean, foi até o ateliê de Boezem, que fica em Middelburg (quase na Bélgica!) para convidá-lo para criar algo na Oude Kerk.

Aceito o convite, Boezem passou dois anos indo até Amsterdam e observando a Oude Kerk para chegar ao conceito da obra que pode ser vista desde novembro do ano passado.

O labirinto vertical é o que continua exposto. Nele, os visitantes podem aparecer ou desaparecer.

De elevador, você pode subir até a  janela mais alta da mais antiga igreja de Amsterdam. E de lá, a 15 metros de altura, ver a Oude Kerk sob uma perspectiva exclusiva.

A arte conceitual de Boezem e o desejo humano de atingir o divino

Como um dos fundadores da arte conceitual - aquela que abre mão dos objetos para se concentrar em ideias e conceitos. Marinus Boezem já expôs em importantes 'templos' de artes na Holanda, mas também em Berna, Nova York, Berlim, Tóquio e Veneza.

Boezem tem uma "quedinha" por igrejas. Especialmente as góticas, como a Oude Kerk, que o artista vê como metáfora para o desejo humano de voar para o divino, deixar o terreno e erguer-se em sua própria existência.

Descubra a igreja mais antiga de Amsterdam sob nova perspectiva

 

Fonte ducsamsterdam.n

Deixe um comentário

Receba nossas atualizações e notícas

Todos os direitos reservados Portal Cultura Alternativa. Site por Alvetti.com