Portuguese English Spanish
Sábado, 28 Outubro 2017 07:56

Como usar a música para conquistar os clientes

Como usar a música para conquistar os clientes Crédito site

Estilo, volume e repetição dos sons têm influência na percepção dos consumidores

O gênero musical e os artistas devem ser selecionados de acordo com as características da marca 

A música que toca na sua loja ou no seu restaurante pode parecer um mero detalhe. Mas a escolha desse som tem a capacidade de influenciar o bem-estar do cliente, a percepção de que ele tem da marca, o tempo que ele passa no local e, por consequência, quanto ele vai comprar.

 

O especialista em music branding Alessandro de Paula, sócio da AMP, que desenvolveu um serviço na nuvem para que as empresas tenham acesso a playlists personalizadas, dá dicas de como usar a música no seu negócio.

 

1. Crie uma conexão

Ao entrar na loja, o cliente deve criar laços com a marca. Há primeiro uma ligação mais objetiva – como ele avalia o produto, se o preço é razoável, se as condições de pagamento são convenientes. E existe também a conexão subjetiva, que inclui a beleza do produto, o estilo de vida que a marca promove. A música é um componente importante desse segundo tipo de laço. Por isso, a sua escolha deve ser cuidadosa.

 

2. Escolha o estilo

Os gêneros musicais e os artistas devem ser selecionados de acordo com as características da marca, a sensação que se quer causar no consumidor e o momento específico da loja. Como exemplifica de Paula: para vender óculos da Oakley, ele usa rock alternativo. No restaurante Serafina, toca bossa nova e lounge. Mas, em um evento especial, como uma promoção-relâmpago, o fundo musical pode ser alterado. “Quando a Tommy Hilfiger de Vitória (ES) fez um evento no meio da semana, criamos uma playlist especial, com músicas mais animadas”, diz.

 

3. Acerte no volume

“Música na altura errada gera um desconforto inconsciente no consumidor”, afirma de Paula. Se o cliente não se sente bem dentro do estabelecimento, ele tende a sair rapidamente. Por isso, a música não pode aparecer demais. Além disso, se a faixa é muito cativante, ela pode roubar a atenção da pessoa. “É melhor ele se concentrar na compra do que na música.” Procure também não repetir demais as mesmas faixas – isso pode entediar os funcionários e afetar a sua produtividade.

 

4. Faça ajustes

Quando perceber que os clientes não estão satisfeitos com o som do ambiente, troque a música – o estilo, o volume ou os artistas. Encare essa primeira fase como um período de ajustes e afine o que for necessário.

 

Fonte Globo

1 Comentário

Deixe um comentário

Receba nossas atualizações e notícas

Todos os direitos reservados Portal Cultura Alternativa. Site por Alvetti.com