Portuguese English Spanish
Terça, 07 Junho 2016 04:30

Exclusivo - Entrevista com a escritora Marilda Confortin

Marilda Confortin Marilda Confortin

A literatura será mais valorizada quando for introduzida como matéria curricular desde a pré-escola com a participação presencial de escritores locais.

 

Esta é uma entrevista padrão realizada pelo Cultura Alternativa para que vocês tenham informações diversas sobre escritores do mundo inteiro. Depois, se o mesmo possuir livro publicado, faremos matéria informativa ou opinativa sobre o mesmo, desde que, o trabalho ou os trabalhos sejam enviados para nossa Caixa Postal.

O Cultura Alternativa (  clique aqui  ) tem 20.000 acessos dia, 600.000 mês e quer chegar a 100.000 dia. Portanto, pedimos que você compartilhe nosso site no seu facebook, enfim, onde for possível, pois, somos alternativos.

 

Fale um pouco da sua vida, onde nasceu, etc.  

Nasci em Chapecó, SC em 1956. Filha de agricultores, descentes de imigrantes italianos. Éramos pobres, porém cultos. Os livros que possuíamos eram tratados como tesouros. As histórias e poesias eram transmitidas oralmente. Daí esse meu hábito de recitar poesias mundo afora. Meu primeiro emprego foi de tirar pó dos livros de uma biblioteca pública. Peguei gosto. Adulta, vivi em Curitiba por 40 anos. Fiz filhos, amigos, e carreira profissional na Prefeitura. Paralelamente, continuei escrevendo lendo e declamando. Hoje, jubilada, moro em Navegantes, SC, próximo ao mar e me dedico ao dulce far niente.

Agora um breve currículo literário. 

Ganhei meu primeiro premio literário aos 12 anos. Apesar de nunca ter me dedicado profissionalmente à literatura, ao longo da vida, vieram outros prêmios, nacionais e internacionais. Representei oficialmente o Brasil em 4 eventos internacionais de poesia. Ministrei muitas oficinas de poesia em escolas. Publiquei 6 livros individuais e participei de várias antologias. Escrevi e atuei em peças de teatro. Até 2015 recitei poemas  regularmente em bares, escolas, teatros, praças e saraus. Tenho mais de 50 poemas musicados. Posso morrer em paz porque sou a homenageada num concurso de poesia, em Curitiba, que se chama “Premio Marilda Confortin”.

Você acha que o Brasil respeita o escritor?

Não acho que seja uma questão de desrespeito e sim de indiferença com os novos escritores. Mas, acredito que, quem tem a “doença crônica” da escrita e da leitura, sobrevive a qualquer tipo de tratamento, inclusive à falta dele.  

Dê ideias de como a sua literatura e a literatura nacional poderiam ser mais valorizadas?

Introduzir a literatura desde a pré-escola e continuar até a universidade, com a participação presencial dos escritores locais, para estreitar laços e criar intimidade com a palavra escrita e falada. Aos que pegarem gosto pela literatura, apresentar os demais escritores nacionais e estrangeiros, disponibilizando livros novos e de boa qualidade nas bibliotecas escolares e também acesso a sites específicos de literatura. Respeitar os que não gostam de ler livros de papel. Estamos na era digital. Se a nova geração prefere a leitura digital, devemos orientar e incentivar tanto quanto incentivamos a leitura em papel. A música já absorveu as tecnologias do século XXI. Os escritores e editoras precisam evoluir também. Não importa o recipiente e sim o conteúdo.  

Agora responda só se quiser. Qual o pior da sua literatura, da literatura que você produz e o melhor? Na sua visão, o que pode ser melhorado e qual o destaque da sua literatura. E também qual seu diferencial, o que você traz de novo nos seus escritos para o Brasil e o mundo.

O pior: Meus poemas de amor. O melhor: Os poemas doloridos, os desaforados, os provocativos. Apesar de ser conhecida como poeta, eu me acho melhor na prosa. Meu diferencial? Talvez o fato de eu declamar poesia em bares. Não é comum uma mulher fazer isso. O que trago de novo? Meu livro de contos fantásticos (Camaléo), que está no prelo, foi escrito em parceria com outro escritor de uma forma inusitada: Cada um escrevia um trecho, tendo liberdade de mudar completamente o enredo do outro, matar ou perverter seus personagens. São histórias que dão guinadas radicais e inesperadas. Vocês vão gostar.   

Quais os livros que já publicou e se existem livros no prelo?

Publicados: Pedradas (crônicas e contos); Triz (poesia e prosa – bilíngue); Gota a gota (poesia – bilíngue); Mal me quer Bem me quer (poesia - bilíngue); Lua caolha (Poetrix); Busca e Apreensão (poesias); Contrición (digital – espanhol). 

No prelo: Camaléo - contos (realismo fantástico, em parceria com Tonicato Miranda)

Você na Internet?

Clique nos links

Facebook – Marilda Confortin 

You Tube – Poemas musicados: E por falar em lua; Quase; Sem sono com Sonhos; Amorfina

                 Poemas declamados: Vários poemas declamados: Canal da Marilda Confortin

Livros digitais: Contrición (espanhol); Poetrix e Haicais dos meus aluninhos

Entrevista TV Literatura (4 blocos): Casamento da música com a poesia  

Blog ou Site – Isca Poética; Literatura Catarinense; Rede de Escritoras Brasileiras

E-mail – Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

 

Alguma coisa ficou pendente que gostaria de falar?

Aviso que não costumo colocar meus livros à venda em livrarias físicas (cobram caro e não promovem). Está tudo cantado e decantado na internet. Caso alguém queira muito comprar um dos meus livros, peça-me por email. Agradeço ao Anand Rao pela entrevista, aos leitores pela paciência e parabenizo a todos os editores do Portal Cultura Alternativa pela iniciativa. Sucesso e abraços a todos!

 

Adquira os trabalhos do autor entrando em contato com ele nos endereços da internet.

E solicitamos que nos envie seus livros para nossa Caixa Postal para que possamos realizar matéria de divulgação dos mesmos. Eis o endereço da Caixa Postal:

Portal Cultura Alternativa

Caixa Postal 1979

AC EQS 208/408

Brasília-DF

Cep – 70254-970

 

Anand Rao e Agnes Adusumilli

Editores do Cultura Alternativa

 

 

6 comentários

  • Link do comentário Verluci Almeida Quarta, 29 Junho 2016 06:28 postado por Verluci Almeida

    Bom Dia Marilda Confortin!
    Que inveja: "Hoje, jubilada, moro em Navegantes, SC, próximo ao mar e me dedico ao dulce far niente."
    Adoraria morar peto do mar!
    Concordo com você: "Estamos na era digital. Se a nova geração prefere a leitura digital, devemos orientar e incentivar tanto quanto incentivamos a leitura em papel."
    Sucesso para seu próximo livro "Camaléo".
    ? Ficarei feliz se comentar em minha entrevista também. Abs
    http://culturaalternativa.com.br/literatura/materias/item/7937-exclusivo-entrevista-com-a-escritora-verluci-almeida

  • Link do comentário Ana Lúcia Gouvêa da Silva Quarta, 15 Junho 2016 14:37 postado por Ana Lúcia Gouvêa da Silva

    Minha musa inspiradora, mãe, mulher, amiga! Pessoa que transpira poesia, que coloca nas linhas do poema toda a sensibilidade cheia de verdade, numa pura magia de brincar com as letras e transformá-las em obras de arte, de transportar de re(criar) e de encantar!!!
    Beijos no seu coração!

  • Link do comentário Linc Quarta, 08 Junho 2016 16:41 postado por Linc

    Mammarillda é muito mais do que isso: disfarçada em cabelos brancos, ainda mostra seu viço...
    E o que ainda vai ser publicado, garanto -
    ultrapassará o que já foi escrito
    Muito falta de seu pranto, seu encanto
    de seu manto
    cobrir o mundo

  • Link do comentário Vilmar Daufenbach Quarta, 08 Junho 2016 11:59 postado por Vilmar Daufenbach

    A Marilda é um mar gigante!
    Ondas fartas - maré cheia,
    Que habita em Navegantes
    E pelo mundo margeia.

  • Link do comentário Marilda Confortin Terça, 07 Junho 2016 20:44 postado por Marilda Confortin

    Que bonito isso que vc escreveu, Anair! Muito obrigada!

  • Link do comentário Anair Weirich Terça, 07 Junho 2016 19:19 postado por Anair Weirich

    Marilda é um mar de poesia que agora foi morar no mar. Ela navega em Navegantes, curte o neto e... vive! Mas vive tão plenamente que comove a gente...

Deixe um comentário

Receba nossas atualizações e notícas

Todos os direitos reservados Portal Cultura Alternativa. Site por Alvetti.com