Portuguese English Spanish
Domingo, 29 Novembro 2015 13:55

Resenha: Os Diamantes Azuis - Luzes e Bolhas, de Juvenil Tomás.

Resenha: Os Diamantes Azuis - Luzes e Bolhas, de Juvenil Tomás. Os Diamantes Azuis - Luzes e Bolhas, de Juvenil Tomás.

Primeiramente, é importante entender que a obra faz parte de uma coleção e o autor criou um universo bem diferente dos livros tradicionais de ficção.

Trata-se de uma nova dimensão, onde as pessoas acordam depois que morrem (situação descrita no livro como "passagem"). O livro mistura espiritualidade, períodos históricos e até detalhes futurísticos, como é o caso da nave espacial que aparece em vários momentos da narração. Enfim, é um universo bem difícil de digerir pela quantidade de detalhes, mas interessante de ser explorado.

Para quem leu o primeiro livro, se torna fácil distinguir os personagens, que surgem em momentos distintos da obra literária. Para quem não leu, a leitura é compreensível, mas insere todos eles de supetão e isso pode deixá-lo um pouco confuso nos primeiros capítulos, já que as introduções são densas e envolvem outros aspectos.

 

Nas primeiras páginas, o leitor encontra filosofias como essa:

"Olharam para a Terra de uma forma que nunca tinham visto. Sentiram forte dor cortar seus corações. Lágrimas corriam por seus olhos. Arrepios eriçavam seus pelos. Calafrios percorriam todo o corpo. Viam a Terra, nossa querida Terra, como realmente é, em uma visão hostílica espetacular e medonha, fantástica e assustadora, magnífica e cruel".

Trata-se de uma narração sobre os personagens voando ao redor do planeta. É o reencontro dos leitores da saga com os Diamantes Azuis, um grupo que recebeu uma missão especial: resgatar pessoas que fizeram a "passagem" e são exploradas por regimes militares como escravas.

 

Em outros aspectos, a obra perde o roteiro aventureiro. É bem diferente do primeiro livro, que apresenta um clima semelhante a série de televisão Lost. Nos volumes anteriores, eles vão surgindo como em um livro de crônicas, cada um com sua história e particularidade, e se encontram para uma grande batalha contra um exército das sombras. Ninguém sabe onde está e nem o porquê de estar lá e isso te prende a leitura. No Luzes e Bolhas, faltou esse gancho principal ou algo que criasse uma expectativa no leitor, já que no fim do primeiro capítulo o vilão apresentado já saiu de cena.

 

A obra foi publicada pela Chiado Editora e teve o lançamento no Carpe Diem (Brasília-DF). Os episódios narram missões que, como o nome do livro já diz, buscam livrar os escravizados de bolhas ligadas às grandes tragédias históricas e geográficas. Juvenil também tem livros técnicos publicados e isso fica explícito em alguns momentos, como em explicações descritivas das coisas.

 

Para concluir, indicamos o livro para leitores que buscam o sentido da vida e gostam de mergulhar em universos diferentes.

Contato com o autor Pagina Facebook - juvenil.tomas

Arisson Tavares

 

Deixe um comentário

Receba nossas atualizações e notícas

Todos os direitos reservados Portal Cultura Alternativa. Site por Alvetti.com